Ex-vice-presidente do Iraque Tarek Al Hachemi. Foto: Karim Kadim /Associated Press

O comando da Interpol, organização policial internacional que atua em 188 países, cumpre hoje (08/05) o mandado de prisão contra o ex-vice-presidente do Iraque Tarek Al Hachemi. O mandado foi expedido pela Justiça iraniana a pedido do governo que o acusa de financiar ataques terroristas no país. O secretário-geral da Interpol, Ronald K. Noble, disse que o objetivo do alerta é impedir que Hachemi circule e ultrapasse fronteiras.

A Interpol, cuja sede é em Lyon, na França, emitiu o chamado alerta vermelho e pediu ajuda de todos os países para localizar e prender Hachemi. A suspeita é que o ex-vice-presidente iraquiano tenha fugido, desde dezembro de 2011, para a Turquia.

“O pedido do governo do Iraque demonstra o compromisso das autoridades iraquianas em trabalhar com as forças da polícia mundiais, por meio da Interpol, para interpelar indivíduos acusados de crimes graves”, disse Noble.

Leia também:  Sobe para 34 o número de mortos pelo desabamento em prédio na Índia

Hachemi será julgado à revelia no Iraque devido às denúncias de assassinatos, na quinta-feira (10/05). Em Istambul, na Turquia, Hachemi disse que sentia “uma grande falta de confiança na Justiça” iraquiana e justificou sua fuga, alegando que a sua vida estava “em perigo” em Bagdá, capital iraquiana.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.