O ex-prefeito e deputado estadual Percival Muniz (PPS), afirmou que fica feliz com o resultado da pesquisa que o aponta na liderança da disputa para a prefeitura de Rondonópolis com 26,5% dos votos, mas ao mesmo tempo está preocupado, pois sabe que a cobrança é maior.

Percival afirmou que a pesquisa é só um indicador e até as eleições ainda tem muita coisa para acontecer, contudo observa que é resultado de uma expectativa e saudade dos eleitores de tempos com mais estilo e arrojado, contudo prefere aguarda o início da campanha eleitoral para saber qual rumo tomará a disputa. “Sinto-me grato pelo reconhecimento da população, mais as campanhas ainda não começarão”.

O deputado afirmou que fica meio receoso pelo resultado, pois se vê na obrigação de superar as gestões anteriores, principalmente para não decepcionar aos eleitores.

Leia também:  Aécio Neves é afastado de cargo e apartamento é alvo de busca e apreensão durante operação da Lava Jato

Segundo a pesquisa, Percival Muniz (PPS) teria 26, 5% dos votos, seguido pelo ex-prefeito Adilton Sachetti (PDT) com 25,5 %, em terceiro está o prefeito José Carlos do Pátio (PMDB) com 18,2% da preferência, o ex-governador e prefeito Rogério Salles (PSDB) na quarta colocação com 8,9%, em quinto surge o nome do vereador de terceiro mandato e presidente da Câmara Municipal, Ananias Filho (PR), com 2,6%, em sexto lugar aprece o petista Juca Lemos, com 0,3%. A pesquisa apontou também que 15,2% dos eleitores entrevistados não sabem em quem votar, brancos e nulos somaram 2,6%.

A pesquisa foi feita pelo Instituto Mark de Pesquisa, onde foram ouvidas 302 pessoas em 41 bairros da cidade. A margem de erro é de 4,5% para mais ou para menos. A pesquisa está registrada da Justiça Eleitoral, sob número 000302012.

Leia também:  CDL espera 500 ciclistas no passeio de domingo (21)
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.