Foto: Shutterstock / Terra

Causadas pela exposição contínua ao sol em áreas geralmente mais desprotegidas, como as mãos, as melanoses solares, ou manchas senis, como são popularmente conhecidas, já podem ser combatidas em até 100% por meio de tratamentos como cauterização química, peeling químico, crioterapia, Luz Intensa Pulsada (LIP) ou a dermoabrasão.

Cada um dos métodos promete resultados diferentes, de acordo com o perfil do paciente e o tipo de marca que possui nas mãos que, em alguns casos, pode estar associada a outros problemas de saúde. Por isso, antes de tudo, é fundamental buscar diagnóstico médico.

“Essas manchas devem ser examinadas para ver se não há outras lesões pré-cancerosas ou até um câncer de pele”, diz Erica Monteiro, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e colaboradora do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

Os tratamentos, de maneira geral, são feitos em etapas. As sessões custam, em média, entre R$ 250 e R$ 800 reais. Confira mais detalhes de cada um deles.

Cauterização química Indicação: pacientes com pequena quantidade de manchas são geralmente os mais indicados para este tratamento. O método consiste em aplicar, por meio de um cotonete, ácidos que combatem o problema. “A terapia é feita ponto a ponto, mancha por mancha”, afirma Jefferson Alfredo de Barros, dermatologista e professor de dermatologia da Faculdade de Medicina do ABC Benefícios: o procedimento estimula a renovação celular nas áreas tratadas Quantidade de sessões: o ideal é de uma a cinco sessões, aplicadas uma vez ao mês Preço: R$ 250 a sessão

Peeling químico Indicação: qualquer paciente pode recorrer ao peeling com ácido tricloroacético (ATA), geralmente o mais indicado na remoção das melanoses solares. O método consiste em utilizar o ATA em toda a superfície das mãos. De acordo com Barros, o procedimento também pode ser aplicado ao final de qualquer tratamento, para melhorar a superfície das mãos Benefícios: além de combater as manchas senis removendo os tecidos, o peeling devolve cor e textura uniformes à epiderme Quantidade de sessões: entre duas e dez sessões, dependendo do paciente Preço: R$ 400, a sessão

Leia também:  Dor no pé? Pode ser fascite plantar!

Crioterapia Indicação: pacientes idosos portadores das manchas senis ou doenças crônicas. De acordo com a dermatologista Érica Monteiro, o método pode ser indicado como complemento a outas técnicas. Já Fernando Passos de Freitas, dermatologista, sugere que pessoas de pele morena evitem o método. “Devemos ‘agredir’ a pele desses pacientes sempre com mais cautela, para evitar revezes, como queimaduras”, afirma. Benefícios: por causa do disparo de nitrogênio líquido em temperaturas baixas, o método promove queimaduras leves nas regiões aplicadas, regenerando o tecido sem necessariamente destruí-lo Quantidade de sessões: entre duas e cinco sessões, dependendo do paciente Preço: R$ 250, a sessão.

Luz Intensa Pulsada (LIP) Indicação: todos os pacientes podem recorrer ao método. “Para pessoas com a pele morena e negra, as sessões são mais suaves, por causa dos possíveis efeitos colaterais, como queimaduras e o aparecimento de manchas devido ao excesso de pigmentação”, explica Valcinir Bedin, dermatologista, mestre e doutor em medicina Benefícios: o tratamento é menos doloroso do que os demais e promove melhorias que podem ser vistas logo na primeira aplicação Quantidade de sessões: três sessões, com intervalo de três semanas entre elas Preço: R$ 500, a sessão

Leia também:  Livro ensina o que fazer nos 1000 dias mais importantes do bebê
Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorCarne com requeijão e brócolis
Próximo artigoGiro na Noite

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.