A variação nos preços do grupo Alimentação e Bebidas contribuiu para que a inflação, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), registrasse aumento no mês de setembro.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no nono mês de 2012, a inflação acelerou para 0,48%, frente ao 0,39% registrado em agosto deste ano.

Todos os nove grupos de consumo pesquisados apresentaram alta entre agosto e setembro. Assim, o segmento de Alimentação e Bebidas foi o mais alto, marcando 1,08% ante 0,76% no mês anterior.

As despesas com habitação também mostraram aceleração de agosto para setembro, passando de 0,28% para 0,43%. Além disso, Vestuário (de 0,18% para 0,47%), transportes (de zero para 0,09%) e comunicação (de -0,03% para 0,01%) também registraram aumento.

Leia também:  Entidade espiritual 'revela' traição e travesti é presa por mandar matar namorado

No sentido contrário, registraram queda os Artigos de Residência (de 0,23% para 0,19%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,52% para 0,37%) e Despesas Pessoais (de 0,68% para 0,57%).

Regiões
Entre os índices regionais, Belém apresentou a taxa mais alta de setembro, ficando com inflação de 0,87%. De acordo com o IPCA, na cidade, o resultado teve influência, sobretudo, do aumento dos ônibus urbanos (5,77%), cujas tarifas foram reajustadas em 10,00% a partir de 1º de agosto. Goiania, por outro lado, tiveram os menores resultados do mês, de 0,24%.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.