Lewis Lewis Hamilton garantiu a pole position para a prova noturna de Cingapura (Foto: AFP)

Sebastian Vettel, da RBR, foi o mais rápido no primeiro, no segundo e no terceiro treino livre para o GP de Cingapura. Porém, na hora do “vamos ver”, quem brilhou na atividade que definiu o grid de largada para a única prova noturna do calendário foi Lewis Hamilton, da McLaren. O britânico sobrou nas ruas de Marina Bay, anotou o tempo de 1m46s362 e conquistou sua quinta pole position na temporada. O alemão da RBR não conseguiu nem um lugar na primeira fila e largará em terceiro. A segunda posição no grid ficou com Pastor Maldonado, da Williams.

Os brasileiros ficaram fora na segunda parte da sessão classificatória. Felipe Massa largará na 13ª colocação. Bruno Senna terá que partir em 17º. Ele abandonou a atividade após bater no muro e danificar a suspensão da Williams.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste

Massa e Bruno, por pouco, não foram eliminados logo na primeira parte da atividade. A dupla ficou com as duas últimas vagas para o Q2. A Ferrari optou por preservar os pneus supermacios de Felipe para a sequência do treino e o piloto ficou com o 16º tempo (1m49s767). Já Senna vinha em uma volta rápida nos segundos finais para se garantir, quando perdeu tempo com uma RBR que trafegava lentamente no circuito. O piloto da Williams ainda chegou a encostar com o pneu traseiro direito no muro, perdendo mais tempo. Mesmo assim, se assegurou na atividade com 1m49s809, já que o japonês Kamui Kobayashi não conseguiu melhorar sua marca, ficou um décimo acima do brasileiro e caiu fora. Os outros seis eliminados, como de costume, foram os pilotos dos três times menores: Vitaly Petrov e Heikki Kovalainen (Caterham); Timo Glock e Charles Pic (Marussia) e Narain Karthikeyan e Pedro de la Rosa (HRT). O francês Romain Grosjean, suspenso do GP da Itália por provocar um acidente na Bélgica, foi o mais rápido do Q1, com 1m47s688.

Leia também:  Brasil e Costa Rica fazem amistosos em Campo Verde e Cuiabá

O treino para Bruno acabou no mesmo muro em que havia tocado no Q1. Logo nos primeiros minutos do Q2, o piloto acertou, dessa vez mais forte, a parede do circuito, quebrou a suspensão traseira da Williams e teve que abandonar a atividade, e largará em 17º. Massa também foi eliminado. Com o tempo de 1m48s, o brasileiro da Ferrari ficou com o 13º lugar no grid. Além deles, também deixaram a atividade: Nico Hulkenberg (Force India), Kimi Raikkonen (Lotus), Sergio Pérez (Sauber) e a dupla da STR, Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. O alemão Michael Schumacher garantiu um lugar na superpole já com o cronômetro zerado. O melhor tempo do Q2 foi de Hamilton, 1m46s665.

Logo de cara, nos primeiros minutos do Q3, Hamilton mostrou que dificilmente alguém tiraria sua pole ao anotar 1m46s362. Com o cronômetro zerado, seus adversários bem que tentaram desbancá-lo, mas passaram muito longe. Vettel fez 1m46s905. Quem mais se aproximou foi Maldonado, com 1m46s804. Porém, ainda ficou quase meio acima do tempo do britânico . Companheiro de Hamilton, Button ficou com o quarto lugar no grid, seguido por Alonso, Paul di Resta, Mark Webber, Grosjean, Schumacher e Nico Rosberg.

Leia também:  FMF confirma participação na Copa do Brasil de Seleções Estaduais Sub-20 da CBF
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.