As famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, em Rondonópolis, devem fazer o recadastramento e o acompanhamento de saúde, a partir da próxima segunda-feira (22). O alerta é feito pela equipe do Departamento de Ações Programáticas do Município que trabalha para cumprir com as normas do Ministério de Saúde e para colocar em prática as medidas do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, na luta contra a extrema pobreza.

Os beneficiários que deixarem de fazer o recadastramento e o acompanhamento da saúde de crianças e gestantes correm o risco de ter a Bolsa Família bloqueada. Todos aqueles que recebem a transferência de recursos do Governo Federal devem comparecer às unidades do Centro de Referência de Assistência Social – Cras para fazer o recadastramento ao programa. Em seguida, crianças e gestantes devem comparecer à unidade de saúde mais próxima para fazer o acompanhamento necessário.

Leia também:  CDL Rondonópolis realiza sorteio dos prêmios do Liquidaqui 2017

A psicóloga Mariúva Valentim Chaves explica que as gestantes precisam passar pelas consultas de pré-natal. As crianças devem receber todas as vacinas oferecidas e fazer o controle nutricional e de desenvolvimento, com a medição e pesagem regular.

A meta do Governo Federal, comenta Mariúva, é expandir o Programa Bolsa Família para mais 800 mil famílias e aumentar de três para cinco o limite de benefícios variáveis para cada uma delas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.