Foto: assessoria

Os horários dos jogos da Copa do Mundo de 2014 não agradaram a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf). Preocupada com a quantidade de partidas marcadas para as 13h, a entidade enviou uma carta à Fifa pedindo respeito aos direitos dos jogadores e ameaça paralisar o torneio caso não seja ouvida.

De acordo com o presidente da entidade, Rinaldo Martorelli, os jogos no início da tarde expõem os atletas a riscos a saúde. Em entrevista ao UOL Esporte, Martorelli disse que apoia a realização da Copa do Mundo no Brasil. Entretanto, adiantou que não aceitará que jogadores profissionais atuem em condições “insalubres” por imposição da Fifa.

“Já mandamos um aviso. Não vamos aceitar imposição”, disse ele. “Estamos dispostos a buscar na Justiça um ambiente salubre para os jogadores. Tenho certeza que, pela tradição de respeito aos trabalhadores no Brasil, impedimos facilmente um jogo da Copa.”

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.