Foto: Divulgação

Fonte de proteínas, cálcio, ferro, ômega 3 e vitaminas E, B1 e B2, o gergelim pode ajudar a alcançar o objetivo de ter uma barriga sequinha e a cintura que toda mulher pediu a Deus. Isso porque a semente combina as ações dos seus diversos nutrientes e garante, se consumida da maneira correta, um emagrecimento saudável e eficiente.

“Oferece bons nutrientes para regulação de metabolismo, fibras para melhor trânsito intestinal e proteína de bom valor biológico, além de produzir sensação de saciedade. Aliado a uma dieta adequada, ele pode reduzir a inflamação produzida pelo sobrepeso e ainda apresentar ácidos graxos insaturados que regulam colesterol”, conta o nutricionista Fábio Bicalho, que explica ainda como usar o gergelim para ter uma barriga de dar inveja. “Podemos afirmar que o cálcio em doses certas favorece a regulação de peso e que, em função dos ácidos graxos como o ômega 3, pode diminuir a inflamação e o aumento da circunferência de cintura”.

Leia também:  Esclerose múltipla | Do que são feitos nossos sonhos?

É possível encontrar a semente de origem oriental em pães e bolachas. Também é indicado o consumo através da trituração, podendo ser adicionada a sucos, saladas e molhos. Existe ainda o óleo de gergelim, que pode ser usado em várias preparações, como saladas, sopas e molhos. Outra opção é o tahine, uma pasta saborosa que pode ser consumida em pães.

Contudo, existem alguns cuidados para aproveitar esses benefícios e evitar que o gergelim se torne um vilão. “Excesso nunca é recomendado e pode engordar por apresentar ácidos graxos”, alerta o nutricionista. Devido ao alto teor de fibras, é necessário beber muita água – o recomendado são dois litros por dia. Além disso, gestantes devem consultar um médico.

Leia também:  A obesidade que você não vê no espelho
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.