Os médicos da Organização Social de Saúde (OSS) no município de Sorriso, estão com os salários atrasado desde o mês de março deste ano, esse foi da indicação do deputado José Domingos Fraga (PSD) que cobrou do Governo do Estado e da Secretaria de Estado de Saúde (SES) a liberação dos salário dos profissionais.

As Organizações Sociais de Saúde têm sofrido com a falta de compromisso do Governo e com os atrasos financeiros por parte do Estado. Em Sorriso, o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, que administra o Hospital Regional, reduziu recentemente a quantidade de cirurgias eletivas (sem urgência), decisão tomada porque a SES se recusou a pagar os excedentes dos procedimentos que foram contratados. O parlamentar diz que esta falta de compromisso afeta diretamente todos os cidadãos sorrisienses, e que o único prejudicado é o próprio povo.

Leia também:  Mais de 11 mil casos de dengue são registrados em Mato Grosso

Dentre todos os problemas enfrentados pelo hospital, os profissionais realizaram um abaixo-assinado para que seus pagamentos fossem efetuados, a SES por sua vez chegou a marcar ao menos seis datas diferentes para o pagamento. Nenhuma delas foi cumprida.

A falta de atendimento médico digno e eficiente é reflexo dos repasses financeiros negados pelo Estado. “Algumas modalidades de tratamento não podem ser interrompidas, e alguns pacientes são obrigados a suspender certos tratamentos em razão da falta de condições que deveriam ser oferecidas pelo município. É preciso que o estado coloque a saúde do povo mato-grossense como prioridade”, disse o deputado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.