Lucas é homenageado por Juvenal Juvêncio (Foto: Marcelo Prado)

Enquanto os jogadores do Tigre prestavam queixa no DHPP, no centro de São Paulo, os tricolores comemoravam o título da Copa Sul-Americana na boate Outlaws, na região dos Jardins, área nobre da capital paulista. Em festa com “open bar” de cerveja e refrigerante, os atletas são-paulinos curtiram um pagode e trataram de minimizar a reclamação dos argentinos.

– Independentemente do que aconteceu, a alegria que senti hoje é muito grande. Foi meu primeiro título como titular e também a despedida do meu irmão, o Lucas, que está indo para o Paris Saint-Germain e merecia essa festa – disse o volante Wellington.

Todos os principais jogadores foram à boate. Alguns partiram direto do Morumbi para a festa, como o goleiro Rogério Ceni, que estava vestido ainda com o traje de passeio do São Paulo. Quem não jogou também compareceu – caso do atacante Luis Fabiano, que estava suspenso por ter sido expulso no primeiro jogo contra o Tigre, na Argentina.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

Os principais membros da diretoria são-paulina também prestigiaram a festa. O presidente Juvenal Juvêncio aproveitou para fazer um longo agradecimento a Lucas, a quem presenteou com um quadro e duas taças.

– Esse menino, além de jogar muita bola, é um exemplo de ética e caráter. Mesmo vendido, nunca tirou o pé de dividida, nunca alegou dores para não jogar e sempre se doou ao máximo. Ele será um dos expoentes da seleção brasileira na Copa de 2014 e tenho certeza que vai conquistar o mundo – disse Juvenal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.