O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), estima iniciar ainda no mês de janeiro, a emissão online das Guias de Trânsito Animal (GTA), documento obrigatório e exigido ao pecuarista na hora de transportar o gado. Mas para ter acesso à nova ferramenta, o criador deve procurar as unidades do órgão para se cadastrarem, quando o novo sistema estiver em operação.

Ao realizar esta etapa, o produtor terá acesso a uma espécie de escritório virtual com informações das atividades de sua propriedade nas áreas de responsabilidade do Indea, apontou a entidade. Em Mato Grosso, a emissão das GTAs ocorre de forma manual, sendo necessário preenchimento de formulários, o que ampliam o tempo e os trâmites burocráticos à atividade.

Leia também:  Procuradoria Geral do Estado executa dívida de 50 milhões de concessionária de energia

Jurandir Ribas, presidente do Indea, diz que o novo mecanismo vai resultar em economia anual na ordem de R$ 2 milhões. “Além da comodidade e agilidade no serviço que prestamos ao produtor, com o novo software o estado fará uma economia em torno de R$ 2 milhões, por ano. Esse é o recurso que gastaríamos com papel para a impressão de relatórios e com a transmissão de dados”, declarou Ribas.

A emissão online das Guias de Trânsito ocorre quando estado também integrar à Plataforma de Gestão da Agropecuária (PGA), um banco de dados nacional e informatizado no qual estarão presentes todas as informações relacionadas ao segmento, desde estabelecimentos rurais, os produtos, movimentações, rastreabilidade, bem como outras. No Brasil, a PGA começou a ser desenvolvida por meio de uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), a um custo de R$ 12 milhões.

Leia também:  Mato Grosso está entre os estados que lideram demissões no setor agropecuário

Em Mato Grosso, técnicos do Indea já iniciaram os testes de migração do banco de dados do estado para a PGA. Com a transferência totalizada e o estado integrado à rede nacional, a unidade federada passa a oferecer a emissão online das Guias de Trânsito animal.

Para os pecuaristas, o ganho será em agilidade. “A plataforma dará mais agilidade na emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), e acesso instantâneo às informações do rebanho, então é uma ferramenta extremamente importante para os produtores de Mato Grosso”, avaliou Luciano Vacari, superintendente da Associação dos Criadores do Estado (Acrimat).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.