Simpatizante segura cartaz com imagem de Chávez em Tegucigalpa (Foto: Reuters)

O líder cubano Fidel Castro disse neste sábado (14) que os médicos que atendem o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, lutam ‘com otimismo’ por sua recuperação, segundo uma carta lida em Caracas pelo vice-presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Hugo Chávez foi operado em Cuba na terça-feira (11) pela quarta vez para tratar de um câncer que lhe foi diagnosticado há 18 meses. Neste sábado, o ministro da Ciência da Venezuela, Jorge Arreaza, disse que Chávez já apresenta “plenas condições intelectuais”.

A carta enviada por Fidel Castro ao governo venezuelano diz que Chávez é admirado no mundo inteiro e que todos prezam pela sua recuperação.

“O nome de Hugo Chávez é admirado e respeitado no mundo inteiro, todos, e inclusive muitos dos adversários, lhe desejam restabelecimento. Os médicos lutam com otimismo por este objetivo”, diz a carta.

Leia também:  Prédio desaba na Índia e confirma mais de 20 mortes e várias pessoas presas a escombros

Fidel assinalou que a ausência de Chávez na comemoração do oitavo aniversário da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (Alba) ‘comove a todos’.

Fidel relatou na carta que conheceu o venezuelano ‘há exatamente 18 anos’ durante uma visita que Chávez fez a Havana e na qual tiveram ocasião de trocar ideias ‘durante horas’ e de expressá-las durante um ato na Universidade de Havana.

“Longe estava de me imaginar que aqueles militares tachados de golpistas pelas agências que com tanta discrição durante anos semearam suas ideias era um grupo seleto de revolucionários bolivarianos”, destacou Fidel sobre a fracassada tentativa que Chávez liderou em 1992 contra o então presidente Carlos Andrés Pérez.

Leia também:  Ex-chefe de campanha de Donald Trump tem casa fiscalizada por FBI

Fidel apoiou naquele momento Pérez e desqualificou a tentativa de levante de Chávez.

Alívio
O presidente da Bolívia, Evo Morales, falou sobre Chávez no ato de comemoração da criação da Alba há oito anos. Ele disse que que ‘respirou’ após saber que o colega venezuelano, Hugo Chávez, havia se comunicado com a família.

“O irmão (vice-presidente da Venezuela, Nicolás) Maduro me informou, [que ele] finalmente já se comunicou com a família e assim ficamos aliviados”, disse Morales durante seu discurso.

“A notícia da nova operação nos doeu bastante, mas as últimas informações nos animam”, acrescentou Morales.

O presidente boliviano lembrou que quando passou por ‘momentos difíceis’, Chávez ‘lá estava’ com recomendações, sugestões e conselhos de como se ‘defendem estes processos’.

Leia também:  Australiano que matou os filhos para se vingar da mulher é condenado a prisão perpétua
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.