Foto: internet

O bom desempenho na etapa brasileira garantiu a Lucas di Grassi um lugar na Audi no Mundial de Endurance da próxima temporada. A equipe confirmou o piloto na disputa da competição e nas 24 horas de Le Mans. Ele correrá ao lado do suíço Marcel Fassler, atual campeão mundial, do alemão André Lotterer e do francês Benoit Tréluyer.

O recordista em vitórias em Le Mans, o dinamarquês Tom Kristensen é outro nome da equipe Audi, que é a maior vencedora da história recente das 24 Horas de Le Mans, com 11 conquistas nas últimas 13 edições. Os outros pilotos da equipe são Loïc Duval (França), Marc Gené (Espanha), Oliver Jarvis (Inglaterra) e Allan McNish (Escócia).

Leia também:  Cuiabá Arsenal faz vaquinha para viajar à semifinal no Nordeste

– O Campeonato Mundial de Endurance (WEC) é uma grande oportunidade para, juntamente com a Audi, atrair a atenção do público no meu país – disse o piloto de 28 anos de idade.

Em 2009, Di Grassi testou pela primeira vez um Audi R10 TDI, pela equipe privada Kolles. Em setembro deste ano, participou da prova “6 Horas de São Paulo”, em Interlagos. A corrida foi a quinta etapa do World Endurance Championship (WEC), novo formato do campeonato mundial de marcas criado pela FIA, e que contempla o maior número de corridas de longa duração no mundo.

Em 2013, a marca vai defender o título mundial do WEC com três modelos híbridos Audi R18 e-tron Quattro. Em Le Mans, a Audi Sport Team Joest é a única equipe que banca a tecnologia híbrida, introduzida de maneira bem-sucedida em 2012. Os veículos para a próxima temporada foram atualizados e ganharam um sistema de armazenamento de energia ainda mais poderoso, sem qualquer aumento substancial de peso e tamanho.

Leia também:  Derrota diante do Dom Bosco gerou prejuízo financeiro ao União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.