Rede Globo/Zé Paulo Cardeal
Rede Globo/Zé Paulo Cardeal

Mesmo sendo um dos ícones da música sertaneja, com 30 anos de carreira, Daniel, juntamente com seus colegas de estilo musical, ainda sofre preconceitos. Mesmo com diversas músicas embalando personagens em novelas há anos, o cantor ajudou a fazer com que o ritmo se tornasse um dos prediletos do público, mas muitas pessoas ainda têm vergonha de assumir essa preferência, segundo ele.

“O preconceito ainda existe, principalmente com o meu estilo. É engraçado isso! Muita gente gosta de música sertaneja, mas tem vergonha de dizer”, contou ele nos bastidores do Mais Você. “Ouço sempre muitas coisas a respeito da música sertaneja, positivas e negativas. Existe sempre aquela pessoa com uma dorzinha de cotovelo.
O grande lado positivo, seja uma música mais comercial ou passageira, é que é um fortalecimento da música como um todo, não somente do ritmo sertanejo”.

Leia também:  Ed Sheeran cancela show em St. Louis por questões de segurança

Daniel ainda relembra o crescimento da popularização que o ritmo teve no Brasil em 2012, destacando alguns artistas. “Quem começou essa história foram Cesar Menotti & Fabiano. Até nessa questão de trazer música ao vivo, que também veio de Bruno & Marrone, com o ‘Dormi na Praça’”, disparou o artista, que está atento às novidades do mercado.

“Victor & Leo, Jorge & Mateus, João Bosco e Vinícius. Tem uma galera, esses meninos agora. De cantor solo Luan Santana, Eduardo Costa e Gusttavo Lima, que construiu uma história belíssima”.

Experiente no ramo, o sertanejo fala da complexidade de entrar e se manter no mercado da música sertaneja. “Existe muita gente chegando, mas, apesar de o Brasil ser carente de novos ídolos, não existe espaço para todo mundo. Mas o trabalho que está aí tem sido bem feito e o importante é plantar direito. Eu vejo muita coisa partindo para o lado comercial esquecendo um pouco da essência, acho que temos que tomar cuidado com isso para as nossas referências serem legais”, finalizou.

Leia também:  Ventríloqua mirim de 12 anos vence 'America's Got Talent' e ganha US$ 1 milhão
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.