O premiê britânico, David Cameron, discursa nesta quarta-feira (23) em Londres (Foto: Reuters)
O premiê britânico, David Cameron, discursa nesta quarta-feira (23) em Londres (Foto: Reuters)

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, prometeu nesta quarta-feira (23) em Londres que vai organizar, antes do fim de 2017, um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia.

Em seu aguardado discurso sobre a União Europeia, Cameron disse que, depois das eleições gerais de 2015, se for reeleito, quer renegociar seu acordo com o bloco dos 27, tendo o mercado único como tema central.

“E, quando tivermos negociado este novo acordo, daremos ao povo britânico um referendo com uma opção muito simples de ‘dentro’ ou ‘fora'”, acrescentou.

A nova relação do Reino Unido com a União Europeia, seu principal sócio comercial, deve ter o mercado único como tema central, disse o primeiro-ministro conservador, sem fornecer elementos precisos sobre o novo acordo que deseja negociar com Bruxelas.

Leia também:  Livro autografado de Hitler é leiloado por R$ 70 mil no Reino Unido

Cameron advertiu que, se a União Europeia não responder aos desafios derivados da crise na Eurozona, a falta de competitividade e a crescente indiferença dos cidadãos, existe o risco de que o Reino Unido se dirija “à saída”.

“Se não enfrentarmos estes desafios, o perigo é que a Europa fracasse e que os britânicos se dirijam à saída”, disse.

No entanto, afirmou que era pessoalmente partidário de que seu país permaneça no bloco.

“Não sou um isolacionista”, afirmou em direção aos dirigentes europeus reticentes ou inclusive hostis à renegociação do acordo.

“Não só quero um melhor acordo para o Reino Unido, mas quero também um melhor acordo para a Europa”, afirmou.

Leia também:  Venezuelanos enfrentam fila para obter visto e cruzar fronteira para entrar no Brasil
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.