O balanço prévio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgado nesta quarta-feira (3) aponta que os acidentes ocorridos no período da operação ‘Fim de Ano’ nas cinco rodovias federais de Mato Grosso, estão mais violentos.

O número de mortos mais que dobrou neste ano em relação ao mesmo período do ano passado nas rodovias federais. Do dia 20 de dezembro a 1º de janeiro, 14 pessoas morreram. Entre eles, quatro morreram carbonizadas no dia 21 de dezembro na região da Serra da Petrovina, em Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá. Em 2011, seis pessoas perderam a vida nos acidentes.

Apesar do aumento do número de mortes, a PRF informou ao G1 que caíram no período a quantidade de pessoas feridas e o total de acidentes. Até esta terça-feira (1º) foram registrados 132 acidentes, uma média de 10 casos por dia durante o período da operação.

Leia também:  Sistema de Identificação civil será normalizado nesta quarta-feira

Em 2011 foram registrados 182 ocorrências, uma redução de 27%. Também em relação ao número de feridos, a polícia rodoviária apontou uma redução de 16%. Neste ano, 97 pessoas se feriram em acidentes nas rodovias federais. Já em 2011, 116 ficaram feridas em colisões, atropelamentos e saídas de pistas nas BRs.

Conforme a PRF, a falta de atenção no trânsito e a ultrapassagem em local indevido são as principais causas de acidentes nas rodovias de Mato Grosso. A operação Fim de Ano termina à meia-noite desta quarta-feira (2).

Trechos perigosos
A PRF listou os principais pontos com maior ocorrência de acidentes, onde os motoristas devem redobrar a atenção. Entre eles estão a BR-070 no trecho da Serra do Mangaval, do km 693 ao 697; e na BR-364, na Serra de São Vicente (km 342 ao 352).

Leia também:  Cuiabá | Agência do Banco do Brasil se nega abrir conta para deficiente visual e terá que indenizá-lo com R$ 20 mil

Ao longo da BR-364, outros pontos críticos, segundo a PRF, são os trechos na Serra da Petrovina (km 131 ao 140), na Serra da Caixa Furada (km 580 ao 583) e na Serra do Tombador (km 573 ao 575) e nos perímetros urbanos.

A PRF recomenda aos motoristas o respeito às leis de trânsito e a revisão dos componentes elétricos e mecânicos dos veículos. Ainda segundo a polícia rodoviária, os motoristas devem prestar atenção e observar as placas de sinalização que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.