Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Um estudo publicado pelo jornal da Associação Médica Canadense alerta que a ingestão de algumas frutas pode interferir na ação de medicamentos. Entre elas, está a toranja que, apesar de não ser muito comum no Brasil, é item comum no café da manhã de americanos e canadenses. Diversos estudos já apontaram que a fruta pode causar reações adversas, incluindo problemas respiratórios e hemorragias.

Segundo informações divulgadas pelo jornal USA Today, o principal problema está no fato de que algumas substâncias impedem que o intestino processe o medicamento, que acaba indo parar na corrente sanguínea em grandes quantidades. Em outros casos, ocorre o contrário, e o sangue não recebe remédio suficiente. Leite e outros itens ricos em cálcio também podem comprometer a ação de remédios. E o chocolate não combina com antidepressivos. A lista de restrições inclui vitaminas e suplementos minerais e de ervas.

Leia também:  Acupressão, a acupuntura com os dedos, é ótima para as gestantes

Por causa dessa interação algumas vezes prejudiciais, cientistas em todo o mundo trabalham para criar versões híbridas dos alimentos, sem as substâncias que não combinam com os remédios. A recomendação é a de informar ao médico todos os detalhes da dieta e se qualquer tipo de suplementos também é ingerido.

Confira lista de alguns dos principais itens que merecem atenção:

Suco de toranja: impede a ação de um grande número de substâncias, como sinvastatina, atorvastatina e pravastatina, usadas para controle do colesterol; de remédios para tratamento de pressão arterial e também de outros que contêm buspirona, para controle da ansiedade. A lista de restrições ainda inclui anti-histamínicos, remédios para tratamento da insônia e outros usados no combate à malária.

Leia também:  Jack Johnson fará dois shows no Brasil em novembro

Alcaçuz: o componente encontrado na raiz, a glicirrizina, é 50 vezes mais doce que a sacarose, e afeta a absorção de drogas para controle da pressão arterial ou de problemas na bexiga. Por outro lado, acentua os efeitos de remédios usados para tratamentos de problemas cardíacos, como os que levam digoxina.

Chocolate: não deve ser consumido em excesso por pessoas que fazem uso de remédios classificados como antidepressivos. Além do doce, tais medicamentos não combinam com alimentos com grandes quantidades de cafeína. Outras drogas estimulantes também não devem ser ingeridas com itens ricos em cafeína. Remédios vasodilatadores também entram na lista de proibições.

Alimentos ricos em potássio: bananas, laranjas, vegetais com folhas verde-escuras podem comprometer a ação de remédios que contenham captropil e enalapril, usados no tratamento de pressão alta ou problemas cardíacos.

Leia também:  Chocolate turbina seu cérebro e sua memória, diz estudo

Vitamina E: prejudica ação de remédios anticoagulantes, como os que levam coumadin, aumentando risco de hemorragias.

Ginseng: também aumentam riscos de hemorragias quando combinado com remédios anticoagulantes ou aspirinas. Também não combina com diversos anti-inflamatórios, levando a dores de cabeça, problemas para dormir e hiperatividade.

Ginkgo biloba: altas dosagens da substância afetam a ação de remédios usados para tratar convulsões.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.