Condenado a mais de 33 anos de prisão pela morte do pai e da madrasta, em março de 2004, Gil Rugai se matriculou em Biomedicina na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Com o direito de responder em liberdade garantido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Rugai, de 29 anos, conquistou a vaga por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e consta na lista do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), divulgada em janeiro.

Em contato com o G1 nesta terça-feira (26), a universidade confirmou a matrícula do aluno, mas disse que não há registro de presença de Rugai nesta segunda-feira (25), primeiro dia do ano letivo. Ele já morou no Rio Grande do Sul em 2008 e chegou a ser preso no mesmo ano por mudar de endereço sem comunicar à Justiça.

Leia também:  Surto de doença infecciosa deixa 692 detentos contaminados nos DF

A reportagem do G1 tentou entrar em contato com os advogados de Rugai, mas eles não foram localizados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.