Um desentendimento entre dois irmãos terminou em tragédia ontem no bairro União, região Nordeste da capital mineira.

Os dois irmãos brigavam quando o pai deles, Geraldo Pereira Alves, de 56 anos, tentou segurar um dos filhos e acabou levando uma facada na coxa. O homem foi encaminhado para o Hospital de Pronto-Socorro João XIII, mas não resistiu. Morreu na madrugada de ontem.

De acordo com o sargento Joinville Machado, do 16º Batalhão de Polícia Militar, Jaderson Fernandes Pereira, de 19 anos, discutia com o irmão, identificado apenas como Amauri, de 18, porque ele não defendeu o mais velho em uma briga com outro rapaz.

Durante a discussão, por volta de 23h de anteontem, Jaderson pegou uma faca para atingir Amauri, mas o pai foi defender o caçula e terminou esfaqueado na perna. “Assim que chegamos ao hospital, ele teve uma parada cardíaca. Ele perdeu muito sangue. O corte foi muito profundo na coxa”, disse o sargento Machado.

Leia também:  Incêndio destrói restaurante próximo ao Hospital Regional

A mãe dos jovens relatou aos policiais que Jaderson estava muito nervoso nos últimos dias, depois que ele fez uma cirurgia para retirar um tumor. O sargento Machado contou que Jaderson foi preso, porém, por ter problemas mentais e tomar remédios controlados, ele foi liberado em seguida.

A mãe do jovem contou à polícia que ele tinha um encaminhamento para o Centro de Referência em Saúde Mental (Cersam), mas não queria fazer o tratamento. A reportagem procurou a mulher da vítima. Chorando muito, ela disse que não queria comentar a morte de Geraldo pelo filho.

DESEPERADOR

Vizinhos estavam assustados com o crime. “Eu só eu ouvi o barulho do Geraldo sendo esfaqueado, e gritos. A gente nunca tinha visto isso aqui. Foi muito desesperador”, disse a copeira Elizete Batista Gomes, 47, vizinha da família.

Leia também:  Prazer fatal | Homem morre dentro de quarto de motel em Rondonópolis

De acordo com ela, a família mora de aluguel há cerca de um ano na rua Artur de Sá, onde ocorreu o crime, e nunca teve nenhum desentendimento com os vizinhos. “Eles são pessoas de bem. Eu não sei se o Geraldo era porteiro ou segurança, mas ele saía de casa todos os dias às 4h da manhã para trabalhar”, contou a vizinha.

Segundo os vizinhos, os irmãos estavam ontem em casa. Jaderson ainda não tinha ficha criminal, segundo a polícia. Já Amauri tem passagens pela polícia por roubo de veículos.

A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil, que deve abrir inquérito amanhã para investigar o crime.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Leia também:  Derf prende foragido condenado a 11 anos de prisão em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.