“Em Rondonópolis a realidade não é diferente do resto do Brasil, as crianças saem do 1º ciclo sem estarem alfabetizadas”, afirmou Aureni Gome Figueiredo, gerente da Divisão de Formação Educacional da Secretaria Municipal de Educação e representante da rede municipal no Programa “Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa”.

A gerente relatou que apesar de não haver um levantamento especifico, avaliações internas das escolas apontam que muitas crianças terminam o 1º ciclo com dificuldades ou sem estarem alfabetizadas. Diante dessa situação há uma mobilização que envolve todos os professores da rede no programa do governo. “Todos os 225 alfabetizadores receberão as orientações repassadas no Alfabetização na Idade Certa, pois é preciso que suprir essa dificuldades das crianças”, afirmou a gerente.

Leia também:  Acusado de matar adolescente de 16 anos é ouvido em audiência de custódia

Aureni relatou que nove orientadores participam durante essa semana da formação ministrada na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e cada um transmitirá as informações para os demais alfabetizadores da fase um, dois e três do primeiro ciclo, de modo que todas as escolas serão de Rondonópolis serão atendidas.

A coordenadora estadual do programa, professora Cancionila Janzkovski Cardoso do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), do Campus Rondonópolis da UFMT, relatou que dados apontam que no ano passado 70 mil crianças terminaram o primeiro ciclo sem estarem alfabetizadas e o objetivo do programa é que até os oito anos todos alunos saibam ler e escrever.

Cancionila ressaltou que a proposta é atender a todas as crianças por meio de uma aprendizagem significativa ligada a realidade do aluno, além de atender a todo independente das limitações.

Leia também:  Brasileiros são premiados por iniciativa de acabar com os testes em animais

Janzkovski disse que o programa não se limitará apenas a esta semana de formação, mas que quase todos os meses os orientadores receberam atualizações para serem aplicadas nas salas de aulas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.