A Capela Sistina, no Vaticano, fecha suas portas à visitação de turistas nesta terça-feira (5) para se preparar para celebrar o conclave, eleição secreta que define quem será o próximo Papa.

A data do conclave ainda não foi definida pelos cardeais da Igreja Católica.

A capela, decorada com afrescos dos maiores artistas do Renascimento, como Michelangelo e Rafael, fica dentro da ala de museus do Palácio Apostólico, na Cidade do Vaticano.

Ela estava aberta ao público desde a renúncia do agora Papa Emérito Bento XVI, em 28 de fevereiro.

As outras salas do Museu do Vaticano continuam abertas normalmente para a visitação, exceto o Apartamento Borgia e a Coleção de Arte Religiosa Moderna.

Leia também:  Curandeiro se entrega a policia por ato de canibalismo "estou cansado de comer carne humana"

Preparação para o conclave
Na tarde desta terça, começou o trabalho de preparar a capela para o conclave, segundo o padro Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

O trabalho principal consiste em elevar o piso da capela. Sobre ele, são colocadas as mesas e cadeiras para acomodar os cardeais.

Além disso, são instalados os fornos e a chaminé para o anúncio da escolha do novo Papa, com a tradição da “fumaça branca”.

A fumaça é feita com a queima dos votos dos cardeais. Ela fica negra (quando não houve escolha do novo Papa) ou branca (quando houve escolha) com a adição de produtos químicos, segundo Lombardi.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.