O Congresso Nacional adiou para amanhã (6) a análise dos vetos da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que trata da nova distribuição dos royalties do petróleo. Inicialmente marcada para esta terça-feira (5), a votação foi cancelada porque apenas hoje o Executivo publicou no Diário Oficial da União duas justificativas de vetos que não haviam sido informadas ao Parlamento.

Dos 140 vetos ao Projeto de Lei dos Royalties, 138 tinham justificativa para o corte. Contudo, como em dois deles não constava o motivo do veto, não foram incluídos na cédula de votação distribuída a deputados e senadores para apreciação nesta noite.

Com isso, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), fez a leitura das justificativas publicadas no Diário Oficial e convocou nova sessão para amanhã (6), às 19h25.

Leia também:  Vereador Thiago Silva participa da 3 ª Feciti e defende criação de Parque Tecnológico

Para a sessão de amanhã será distribuída nova cédula de votação já com 140 vetos a serem apreciados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.