Enrico Letta (Foto: Reuters/Giampiero Sposito)
Enrico Letta (Foto: Reuters/Giampiero Sposito)

O tiroteio que deixou pelo menos dois policiais feridos em Roma manteve a tensão em um momento que deveria encerrar a crise política italiana. Neste domingo (28), o novo primeiro-ministro Enrico Letta fez seu juramento de posse, acompanhado por uma equipe escolhida depois de muita negociação.

O impasse no sistema parlamentarista italiano começou em fevereiro, quando nenhum dos partidos atingiu a maioria necessária para governar. Ao longo de dois meses, os partidos tentaram se organizar para formar o novo gabinete, mas as negociações foram duras.

A solução encontrada foi reeleger o presidente Giorgio Napolitano, de 87 anos, para mais um mandato – o mandato de presidente dura sete anos. A função do político seria mediar a escolha do novo gabinete, o que resultou na escolha de Enrico Letta como primeiro-ministro.

Leia também:  Médico é acusado em mais de 100 crimes sexuais no Reino Unido

Letta, de 46 anos, era vice-secretário do Partido Democrata (PD), moderado de esquerda. Em sua coalizão, aceitou também membros do partido Povo da Liberdade (PDL), de direita, ao qual pertence Silvio Berlusconi, e da Escolha Cívica, de centro, do ex-primeiro-ministro Mario Monti, que anunciou sua renúncia no fim de 2012.

Os 21 ministros escolhidos por Letta formam uma equipe que, segundo a agência Efe, foi considerada renovadora na Itália. Isso porque os nomes apontado não são mais as “grandes personalidades” dos principais partidos, e a idade média de 53 anos indica que é uma nova geração que chega ao poder.

Além disso, o governo contará com sete ministras, o que estabelece um novo recorde de participação feminina no país, segundo o próprio Letta fez questão de destacar quando apresentou o gabinete, no sábado.

Leia também:  Grupo de pessoas são atacadas com serra elétrica e ficam gravemente feridas na Suíça
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.