No total são 36 telas, duas por aluno, que serão dividas entre a beira do Rio Paraguai e a Praça Ângelo Masson. Foto da assessoria
No total são 36 telas, duas por aluno, que serão dividas entre a beira do Rio Paraguai e a Praça Ângelo Masson. Foto da assessoria

As telas pintadas durante a oficina “Arte da Minha Cidade”, ministrada pela artista plástica, Judite Malaquias, estarão expostas durante todos os dias do festival de pesca esportiva de Barra do Bugres, Fest Bugres. Dezoito alunos, sem nenhuma experiência, pintaram as telas como profissionais.

A oficina com duração de um mês, contou com apoio da Prefeitura Municipal e parceria com a Associação dos Artistas Plásticos e Artesãos. “O prefeito foi um grande parceiro nosso, incentivando e apoiando este projeto. No total são 36 telas, duas por aluno, que serão dividas entre a beira do Rio Paraguai e a Praça Ângelo Masson. Queremos dar continuidade neste projeto, uma vez que a oficina trabalha a arte de uma forma cotidiana, retratando imagem do dia a dia”, informou Malaquias.

Leia também:  Termo de Cooperação para implantar Núcleo de Mediação Escolar será assinado nesta segunda

Além de ensinar as técnicas de pintura, com acrílico sobre tela, Judite também aborda muito da questão cultural, durante o curso. Para ela, Barra do Bugres deve resgatar sua identidade cultural. E através desta oficina, eles puderam não só pintar, mas debater e ressaltar as questões culturais, turísticas e históricas do município. “Temos que encontrar a identidade da Barra na cultura. As telas pintadas durante esta oficina, todas mostram a realidade da cidade, nossos índios, aldeias, pássaros, rios, árvores típicas da região”, destacou.

A aluna Joselma de Lima Lucena se mostrou satisfeita com a conquista de pintar seu primeiro quadro. “Eu nunca tinha pego num pincel e achei que não fosse conseguir. Mas a Judite é uma ótima educadora e teve toda a paciência para nos ensinar. Estou feliz em pintar pela primeira vez, meu primeiro quadro. Se a oficina continuar eu quero participar novamente”, disse.

Leia também:  Em visita técnica, equipe da Sema conheceu de perto a estrutura da Itaipu Binacional

Após o encerramento do festival, uma tela ficará com o aluno e a outra será doada a Prefeitura. Os 18 alunos participantes receberão certificado de conclusão de curso. “Esta é a segunda vez que realizamos a oficina. Com o apoio do município, queremos dar continuidade neste projeto, uma vez que é um anseio da própria população que se interessa pela arte”, ressaltou.

Algumas escolas da rede pública de ensino adotaram o tema do projeto “Arte da Minha Cidade” e hoje desenvolvem ações com os alunos, no sentido de buscar fotos antigas do município.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.