Sozinhos, São Paulo e Corinthians são gigantes. Juntos, ainda maiores. A disputa ferrenha entre os rivais históricos é o que faz ambos quererem cada vez mais conquistas, mais dinheiro, mais poder. Donos das duas maiores receitas do Brasil e de dois dos apelidos mais “grandiosos” do futebol brasileiro (clique aqui e veja o ranking), o “Soberano” e o “Todo-Poderoso” se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi, na luta por uma vaga na decisão do Campeonato Paulista – contra o Santos, que busca um inédito tetracampeonato. Será um Majestoso dos milhões.

O Tricolor quer voltar a justificar sua soberania, enquanto o Timão não quer de jeito algum perder o poder conquistado com os títulos da Libertadores e do Mundial em 2012. O São Paulo não vence o maior rival no Morumbi desde 2007, por isso precisa voltar a ser o gigante de sempre em sua casa para mostrar que, sim, o “Soberano” ainda está ali, intacto.
Para isso, o clube investiu, teve grandes contratações e ostentou a segunda maior receita do Brasil em 2012 – pouco mais de R$ 282 milhões. A maior representação de tudo isso é Paulo Henrique Ganso, maior contratação realizada entre clubes brasileiros: saiu do Santos para o São Paulo por R$ 23,9 milhões.

Leia também:  Preparador de goleiros lembra o dia em que Neymar enfrentou o União

Atualmente titular e consolidado, o meia tem o dever de conduzir sua equipe à decisão estadual após seis anos seguidos batendo na trave das semifinais. Perdeu para Santos (2010, 11 e 12), Corinthians (2009), Palmeiras (2008) e São Caetano (2007). Um clube com tantas ambições não quer ter o trauma de uma possível sétima eliminação consecutiva.

Do outro lado, como visitante, um Corinthians mais poderoso do que nunca: apesar da derrota para o Boca Juniors no meio da semana, o clube ainda é o campeão da América, do mundo, dono da maior receita do Brasil e da maior contratação da temporada, Alexandre Pato – que o Timão se dá ao luxo de manter no banco de reservas. Só em 2012, o Alvinegro captou cerca de R$ 358 milhões. Com R$ 40 milhões, arrematou o atacante no início deste ano.

Leia também:  Diretoria do União usa Facebook para homenagear Gilson Lira

E Pato começa no banco porque Tite tem outras tantas opções de bom nível. Emerson Sheik, Romarinho e Guerrero são os caras da vez no setor ofensivo. Mas, se quiser continuar ostentando o status de “Todo-Poderoso”, o Timão precisa abrir os olhos, manter a hegemonia sobre o rival no Morumbi e evitar uma semana de questionamentos em caso de queda precoce no Paulistão.

O jogaço deste domingo terá arbitragem de Antonio Rogério Batista do Prado, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Ricardo Pavanelli Lanutto. A TV Globo transmite o duelo para todo o estado de SP, e o PFC mostra para todo o Brasil pelo sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos, a partir das 15h30m.

Leia também:  União e Luve decidem o Estadual Sub-19
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.