Espanhóis vão às ruas de Madri protestar contra a impunidade financeira no País neste sábado (8). (Foto: Juan Medina/Reuters)
Espanhóis vão às ruas de Madri protestar contra a impunidade financeira no País neste sábado (8). (Foto: Juan Medina/Reuters)

Centenas de pessoas foram às ruas de Madri protestar contra a impunidade financeira, carregando cartazes que pediam o julgamento e a punição para os responsáveis pela derrocada financeira da Espanha.

Os manifestantes mostravam nos cartazes as fotos das pessoas que consideram os supostos da história.

Entre eles, Rodrigo Rato, ex-presidente do Bankia, entidade cuja situação precipitou um resgate europeu do setor bancário espanhol de 41,3 bilhões de euros; Luis de Guindos, o ministro da Economia da Espanha, e os presidentes dos bancos Santander, Emilio Botín, e do BBVA, Francisco González.

“Contra a impunidade financeira, contra a fraude hipotecária, pelo direito à moradia”, dizia um imenso cartaz na abertura da passeata, que seguiu pela Associação Espanhola dos Bancos, o Banco da Espanha e a Audiência Nacional, tribunal encarregado das ações contra o Bankia.

Leia também:  Diretor de comunicação de Trump renuncia cargo e deixa Casa Branca
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.