O amistoso entre Brasil e Inglaterra, neste domingo, às 16h, no Maracanã, servirá de teste para a equipe de Felipão antes da Copa das Confederações e também para o ex-jogador Ronaldo em sua estreia como comentarista na TV Globo.

Chamado para comentar a seleção brasileira durante a competição, que começa no próximo dia 15, a situação do Fenômeno gerou polêmica desde que foi anunciado como ‘reforço’ da emissora. Isso porque Ronaldo é dono da 9ine, empresa que agencia três jogadores convocados – Lucas, Neymar e Leandro Damião.

Em março, a emissora, por meio da Central Globo de Comunicação, informou ao UOL Esporte que o fato de ajudar a carreira dos três atletas não impede que o Fenômeno comente com “espírito de independência e isenção que sua trajetória permite”.

Leia também:  Técnico do União lamenta: “Dava para ir mais longe”

” Sobre os contratos de empresa dele com alguns jogadores, eles, os contratos, se referem à busca por anúncios e patrocínios. Os contratos não envolvem exclusividade. Tal fato, de conhecimento público, em nada inibe Ronaldo de comentar, como convidado, os jogos da seleção, com espírito de independência e isenção que sua trajetória permite.

A 9ine negocia contratos de publicidade e ações de marketing dos atletas. A agência conta com mais de 10 clientes. No mercado publicitário, quanto mais destaque o jogador tiver na mídia, mais alto é o seu cachê e mais convites ele tem para propagandas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.