O manifesto acontece na Praça dos Carreiros e contará com a presença do Sintep, Adufmat e outros sindicatos e associações. Foto Arquivo AGORA MT
O manifesto acontece na Praça dos Carreiros e contará com a presença do Sintep, Adufmat e outros sindicatos e associações. Foto Arquivo AGORA MT

A Praça dos Carreiros será ponto de concentração, a partir das 15h desta quinta-feira (11), dos sindicatos que participaram da paralisação nacional por cobrança de melhorias.

O presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (ADUFMAT), professor Antônio Gonçalves Vicente, confirmou que Rondonópolis não poderia ficar de fora das mobilizações que deve contar também com vários sindicatos e associações do município, inclusive com representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), subsede de Rondonópolis, Maria Celma de Oliveira, afirma que o momento será de cobranças, inclusive com reivindicações históricas da categoria.

Leia também:  32ª Corrida da bandeja acontece em Rondonópolis

Consta com pauta única das centrais sindicais a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salários; contra o PL 4330, sobre terceirização; fim do fator previdenciário; 10% do PIB para a Educação; 10% do orçamento da União para a Saúde; transporte público e de qualidade; valorização das aposentadorias; reforma agrária; suspensão dos leilões de petróleo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.