O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) já homologou o edital e o contrato com o consórcio que vai realizar as obras de duplicação das BRs 163/364 no trecho entre Jaciara e São Vicente. O trecho de 71,6 km a ser restaurado é um dos pontos mais críticos e com maior índice de acidentes.

Orçada em R$ 301 milhões a obra vai duplicar a pista já existente e adequá-la à demanda de veículos. Segundo o chefe de serviço de engenharia do Dnit em Mato Grosso, Orlando Fanaia, o governo federal já disponibilizou 10% do valor total, para o início das obras.

O consórcio vencedor, liderado pela empresa Sanches Tripoloni, também fará investimentos em segurança, iluminação pública, além da construção dos contornos rodoviários nos municípios de Jaciara e Juscimeira.

Leia também:  Alto Taquari| MP notifica Secretarias de Educação e pede providências contra Bullying nas escolas

Durante audiência entre o ministro dos Transportes, César Borges e o deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT), na última terça-feira (13), Borges adiantou ao republicano que nos próximos dias deve autorizar a Superintendência Regional do Dnit de Mato Grosso, a dar a ordem de serviço para o início das obras.

Para Fagundes, que tem acompanhado o andamento do processo em regulares visitas ao local das obras, a homologação do contrato representa mais um grande passo para conclusão da duplicação entre Rondonópolis e Posto Gil.

“Se o consórcio cumprir todas as exigências do Dnit, as obras podem começar cinco dias após assinatura do contrato prevista para a próxima semana. Isso será uma enorme conquista para região, que há anos busca essa definição”, lembrou o republicano.

Leia também:  Comércio lidera geração de empregos em Nova Mutum
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.