O passo inicial foi dado com perfeição. Em seu primeiro desafio no novo ciclo olímpico, o Brasil mostrou força em sua renovação e conquistou pela nona vez o Grand Prix. Para o técnico José Roberto Guimarães, o título dá motivação para os próximos passos da equipe, mas não alivia a pressão que terá de enfrentar rumo aos Jogos de 2016.

– Os Jogos do Rio significam muito para o time. Não só por sermos o time da casa, mas também porque os brasileiros esperam por essa vitória. Então, a pressão dessas expectativas é outra coisa para a qual nós devemos nos preparar. (…) Eu acordo, tomo café, passo o dia e volto para casa pensando em Rio 2016. Para mim, já começou.

Leia também:  Pesso chega e começa a montar o União

O treinador destaca a importância do Grand Prix para a preparação da equipe, que enfrenta uma nova fase de renovação, com meninas como Gabi, destaque da competição. Para Zé Roberto, enfrentar as principais seleções do mundo fará a seleção crescer rumo a 2016.

– Esse torneio é muito importante para o Brasil porque podemos jogar contra várias equipes fortes, com diferentes estilos. E também porque estamos fora de casa por um mês, mas o que ganhamos com isso é maior. A atitude do meu time foi boa durante todo o torneio. Eu não acho que estejamos acima das outras equipes. Há vários times que não conseguiram chegar à final, como Rússia, Turquia e Bulgária. Até os Jogos do Rio, as outras equipes vão melhorar, então não queremos ficar parar trás.

Leia também:  De virada inédita, Cuiabá Arsenal vence Tubarões do Cerrado

O fim do jejum no Grand Prix também animou o técnico. Depois de três edições com o vice-campeonato, perdendo para os Estados Unidos, Zé Roberto festejou o retorno ao topo da competição.

– Durante esse tempo, os Estados Unidos foram o melhor time do mundo e aprendemos muito com eles. Nós melhoramos nosso time porque pensamos sobre os Jogos Olímpicos todo o tempo. Quando jogamos contra os Estados Unidos, tentamos aprender tudo sobre eles. Então, foi normal ter esperado dois ou três anos para voltar a vencer.

Com a vitória, a seleção brasileira conquistou seu nono título da competição. A equipe, então, acabou com o recente domínio dos Estados Unidos, campeões das últimas três edições. Antes, as brasileiras já haviam vencido em 1994, 1996, 1998, 2004, 2005, 2006, 2008 e 2009.

Leia também:  Com a demissão de Ceni, São Paulo vai completar 16 técnicos em 8 anos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.