Os deputados mato-grossenses consideraram indispensável que os estabelecimentos de ensino das redes pública estadual e privada disponibilizem cadeiras e mesas adaptadas, e tecnologia assistiva para alunos com deficiência. O Projeto de Lei nº 49/2011, do deputado Wagner Ramos (PR), aprovado em primeira votação, dá condições ao Estado de adotar mais um mecanismo para que profissionais da Educação enfrentem o desafio de avançar mais com a inclusão nesse setor.

No Brasil, o Comitê de Ajudas Técnicas define Tecnologia Assistiva como área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que favorece a funcionalidade relacionada à atividade e à participação de pessoas com deficiência, incapacidade ou mobilidade reduzida. Seu objetivo é a busca de autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social. O CAT foi criado pela Portaria Federal n° 142 e publicado no Diário Oficial da União de 17.11.2006.

Leia também:  Thiago Muniz comemora derrubada do IPTU “População não suporta mais aumento de impostos”

Dois anos depois, estudo do Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Centro Oeste (Unicentro) alertou de que a etapa de adaptação à realidade da inclusão já deveria ter sido superada e as escolas adequadas às necessidades de todos os alunos. Segundo Wagner Ramos, passados quase oito anos da publicação o cenário ainda é atual em grande parte das regiões brasileiras.

“Nosso projeto pode dar o suporte necessário para que as instituições de ensino melhorem ainda mais o atendimento aos alunos com necessidades especiais. Eles precisam de suporte diferenciado para não ficarem comprometidos nos seus desenvolvimentos físico, psicológico, social e de conhecimento”, explicou o parlamentar.

De acordo com o PL 49/2011, as cadeiras adaptadas deverão se adequar aos padrões e normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e o Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro). Já na fase final de estudos e tramitação, o projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

Leia também:  Vereador pede a construção de uma praça na região do bairro Belo Horizonte
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.