A Câmara Municipal de Rondonópolis aprovou em 1ª votação o Projeto de Lei 275/2013 de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o Exercício de 2014. A receita estimada para o próximo ano é de R$ 662,1 milhões.

De acordo com Adonias Fernandes (PMDB), vereador e presidente da Comissão de Finanças e Orçamento do Município, a LOA é uma previsão de arrecadação para o ano seguinte, ou seja, o prefeito fará os investimentos sobre o saldo apresentado.

“O prefeito Percival Muniz (PPS) irá trabalhar os investimentos sobre este valor, e isto é bom, porque no próximo ano, o gestor não pode alegar que trabalhou com o dinheiro previsto por outra gestão”, lembra o parlamentar.

Leia também:  Ministro defende que medidas cautelares sejam mais utilizadas como alternativas às prisões

Ainda conforme Adonias é possível que o valor aumente ou diminua.

“Minha previsão é que aumente devida a várias indústrias recém-chegadas além da Ferronorte, como aconteceu em 2013, onde o gestor passado previu um arrecado de R$ 436 milhões e hoje o valor supera os 500”, pontua o vereador.

O valor da LOA é distribuído em R$ 507,9 milhões para a Prefeitura Municipal e depois repartido entre as secretarias, já o valor de R$ 15,9 milhões vai para o Legislativo Municipal e R$ 3 milhões fica para reserva de contingência.

Na administração indireta, os números chegam aos R$ 135,2 milhões, o orçamento para o Serviço de Saneamento Ambiental (Sanear), de R$ 94,5 milhões, de R$ 30,3 milhões para o Instituto Municipal de Previdência dos Servidores de Rondonópolis (IMPRO) e para ServSaúde no valor de R$ 10,3 milhões.

Leia também:  Portaria confirma Alencar como procurador-adjunto

A 2ª votação deve acontecer na próxima semana, onde também entrará em discussões as emendas apontadas pelos vereadores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.