Pescado e pele de animais silvestres também foram aprendidos - Foto: Aécio Morais/ AGORA MT
Pescado e pele de animais silvestres também foram aprendidos – Foto: Aécio Morais/ AGORA MT

O Juizado Volante Ambiental (Juvam) prendeu nesta segunda-feira (02) dois homens que armazenavam pescado irregular no Distrito de Boa Vista. Quatro armas de fogo foram apreendidas durante a operação.

Através de denúncias e do cumprimento de um mandado judicial expedido pelo Juvam, os policiais foram até as duas residências localizadas no Distrito e constataram o fato.

Foram apreendidos 91 kg de pescado, entre pintado, cachara e piraputanga, duas peles de jacaré, duas de tatu e um macaco prego vivo. Ainda nas residências foram encontrados um revólver calibre 22, três espingardas sendo uma calibre 22, outra 32 e uma artesanal, além de munições e material de recarga e uma rede.

Segundo a polícia, a denúncia é de que eles armazenavam o pescado para vender na Semana Santa e estariam matando pacas para venda.

Leia também:  Motociclista é perseguido, tenta fugir, mas é baleado por assaltante

Os suspeitos foram encaminhados a 1ª Delegacia de Polícia e o pescado doado ao Lar dos Idosos.

DENÚNCIAS

Segundo a Capitã Nágila Seganfredo, as denúncias tem aumentado bastante neste período de piracema e isto tem ajudado nas apreensões. Ela afirmou também que na maioria das apreensões são encontradas armas de fogo.

O número do disque denúncia da Polícia Militar Ambiental é o 66 9657 0919.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.