Os Estados Unidos vão destruir a parte mais perigosa do arsenal de armas químicas da Síria em um de seus navios que estão em alto-mar, anunciou ontem (30) a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq).

“As operações de neutralização serão conduzidas em um navio norte-americano no mar, usando a hidrólise [reação química de decomposição pela água] ”, disse a organização em comunicado.

A Opaq, com sede em Haia, na Holanda, diz que as forças norte-americanas estão adaptando um navio para suportar esse tipo de operação e cumprir os requisitos impostos pela própria organição.

A operação tem como objetivo destruir as “armas químicas prioritárias”, as mais perigosas de todo o arsenal à disposição das Forças Armadas do regime de Bashar Al Assad, e que têm de ser retiradas do país até o fim do ano, após a assinatura de tratado internacional com Damasco para evitar uma intervenção militar externa no país.

Leia também:  Deficiente físico é obrigado se arrastar por 17 degraus para subir em avião

Um plano final para a destruição das armas químicas da Síria deve ser aprovado até 17 de dezembro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.