O exercício físico não é só bom para emagrecer ou turbinar os músculos do corpo, ele também é um ótimo aliado para prevenir o câncer de mama. Um estudo publicado pela Associação Americana para Pesquisa do Câncer mostrou que mulheres na menopausa que se exercitavam regularmente tiveram o risco de ter a doença reduzido em 25 %. Aquelas que fizeram atividades mais leves, como ao menos sete horas de caminhadas por semana, reduziram o risco em 14%.
O estudo americano, que contou com a participação de 73.615 mulheres na fase da pós-menopausa, provou que atividades simples e regulares reduzem o risco de câncer de mama. “Ficamos satisfeitos ao descobrir que, sem qualquer outra atividade de lazer, apenas andando uma média de uma hora por dia elas tiveram menor risco de câncer de mama”, disse Alpa Patel, epidemiologista sênior Associação Americana para Pesquisa do Câncer, em Atlanta, nos EUA.
Porém, especialista brasileiro alerta: é preciso manter a regularidade de exercícios e escolher aqueles que queimem 350 calorias/hora por dia. “Isto inclui uma sessão de pilates, uma hora de musculação, trinta minutos de corrida ou ainda uma hora de caminhada modera ou avançada. O importante é a regularidade. A grande sacada deste estudo está no fato de o exercício prevenir o câncer, mas de forma constante e regular. Então, nada de fazer tudo em um dia só da semana”, disse o médico do esporte Benjamin Apter.

Leia também:  Cerveja e vinho para cachorros

O risco de câncer de mama é minimizado com o exercício físico, pois ele, ao incentivar a circulação sanguínea, regula substâncias químicas e hormônios como o estrógeno e a progesterona no organismo. Além disso, ele também previne o envelhecimento precoce das células. “A atividade física regular inibe o desequilíbrio hormonal, um importante fator de prevenção do câncer de mama. Outra questão importante está na prevenção do envelhecimento precoce. Com ele, as células podem morrer ou se transformar em algo que chamamos de atipia, que forma tumores”, disse Apter.

Apter lembra que é preciso ter exercício físico bem orientado, principalmente para as mulheres sedentárias, que não praticam exercício físico há um tempo. “A notícia é boa, mas é preciso tomar cuidado para não se machucar ou correr os riscos do excesso de treino”, disse.

Leia também:  O que é albinismo, por Hermeto Pascoal

O médico explica que, para quem não faz exercício físico nenhum, é preciso tomar cuidados e seguir etapas. “Primeiro é preciso fortalecimento muscular, depois trabalhar o alongamento e exercícios funcionais e só depois partir para os aeróbicos”. Isso leva de três a seis meses, dependendo da pessoa. “Só depois é que dá para ela praticar o esporte que mais gosta, mantendo a musculação duas vezes por semana para evitar lesões”, disse.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.