A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal estão sendo intimadas pela justiça para retornarem à terra indígena Marãiwatséde, na região Araguaia, para evitar uma nova invasão da área. O pedido para o retorno das forças policiais foi feito pelo Ministério Publico Federal de Mato Grosso ao judiciário diante de informações de um plano para invadir novamente o território indígena. Há exatamente um ano, a Força Nacional declarava encerrada a retirada de todos os não índios que ocuparam ilegalmente as terras do povo Xavante durante anos.

A presença de invasores na antiga vila, conhecida como Posto da Mata, foi confirmada pelo cacique Xavante Damião Paridzané, que neste domingo (26) foi impedido de circular pelo território indígena. “Não consegui chegar lá [no Posto da Mata] porque os posseiros fecharam a estrada. Todo mundo correu atrás da gente. Era muita gente [muitos invasores], umas 70, 100 pessoas. Quase me pegaram. Tive que fugir”, relatou o cacique.

Leia também:  Termo de Cooperação para implantar Núcleo de Mediação Escolar será assinado nesta segunda

A decisão da justiça federal determina, também, que na hipótese de a invasão ocorrer, as forças de segurança devem fazer a identificação dos invasores, especialmente das lideranças, a apreensão dos veículos e equipamentos utilizados para resistir e desobedecer a polícia. O Ministério Público Federal será comunicado para tomar as providências cabíveis na esfera penal, como requerer a prisão dos responsáveis pela invasão.

Foram retiradas da área indígena, ano passado, centenas de famílias que ocupavam áreas onde plantavam soja, milho e outros produtos. Outros também criavam gado. Alguns fazendeiros e pecuaristas foram identificados ocupando áreas expressivas. Todos os ocupantes foram notificados para retirarem animais e demais pertences das áreas. Houve reação, protestos, manifestos, mas o governo cumpriu a decisão judicial retirando as pessoas que estavam ilegalmente na localidade por mais de 10 anos.

Leia também:  Bairro de Cuiabá recebe nova edição do Multiação neste sábado (15)

O governo prometeu assentar famílias de baixa renda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.