Prefeito Hélio - Foto: Divulgação Pessoal
Prefeito Hélio – Foto: Divulgação Pessoal

O jornalista Antônio Ribeiro de Moraes, da rádio comunitária em Guiratinga Líder FM 104,9, afirma ter sofrido ameaças do prefeito, Helio Antonio Filipin Goulart (DEM), após ter denunciado em seu programa, diversas irregularidade da atual gestão. O caso foi registrado na Polícia Militar (PM) local.

Antônio contou com exclusividade ao Site AGORA MT que terça-feira (18) ele resolveu ir para seu sítio e já na rodovia sentido Alto Garças, percebeu que estava sendo seguido por uma Hilux de cor branca. Logo o veículo pareou e ao abaixar o vidro o jornalista percebeu que se tratava do prefeito que em seguida deu ordem de parada.

“Eu já estava receoso por ter ouvido comentários que o prefeito Hélio estava revoltado, então eu parei próximo de um lugar com maior visibilidade, logo após a ponte do Rio Bandeira” conta.

Leia também:  Dono de cervejaria se oferece para pagar advogado de "renome" para Silval

Conforme o jornalista Antônio, o prefeito desceu e caminhou em sua direção, parou a aproximadamente dois metros de distância e fez diversas perguntas e o ameaçou.

“O que eu lhe fiz? O que você tem contra mim? Você fica escondendo atrás de um microfone para falar todas estas baboseiras, desce do carro para a gente resolver isso de homem para homem. Cuidado, você está correndo perigo, está entrando em um terreno muito perigoso”, disse o prefeito ao jornalista.

Depois da ameaça o prefeito entrou em seu veículo e foi embora. Durante o tempo de abordagem, um motoqueiro que passava pelo local percebeu algo estranho e parou logo à frente. Segundo o jornalista Antônio, o motoqueiro se prontificou a testemunhar sobre o caso.

Leia também:  Rondonópolis conta com mais de 10 mil inscrições no ENEM

INVESTIGAÇÕES

Conforme o relato do jornalista após algumas denúncias o Ministério Público Estadual tem agido de forma incessante no município, vários Termos de Ajustamento de Conduta já foram encaminhados para a Administração de Hélio Goulart em diversos setores da Prefeitura, como na Educação e Saúde.

Ainda em 2012, Hélio foi acionado Pelo Ministério Público Federal depois que 42 pacotes, avaliados em R$ 11 mil, com 500 gramas da substância ilícita Guapo, foram encontradas no depósito da fazenda Mesa Vermelha, de propriedade do prefeito.

OUTRO LADO

A reportagem do Site AGORA MT, tentou por diversas vezes contato com o prefeito, porém todos os números repassados a redação, ninguém atende.

Leia também:  Governo decreta ponto facultativo na sexta-feira (03)
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.