“Aumentou o número de servidores e sindicatos que aderiram ao movimento grevista”, afirmou nesta segunda-feira (03) o diretor do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Serviços Postais de Mato Grosso (SINTECT/MT), Everaldo Nunes de Souza.

De acordo com o representante sindical, até o momento a empresa ainda não procurou a categoria para negociar e agora o manifesto nacional já conta com apoio de 14 sindicatos ligados aos servidores.

Além da questão da falta de cumprimento do acordo feito no dissídio coletivo o sindicalista reforça que também é cobrado o aumento na segurança das agências, e expõe que em 45 dias a unidade da avenida Marechal Rondon já foi assaltada três vezes, o que trás prejuízo e insegurança para o servidor que trabalha com medo.

Leia também:  Torneios esportivos devem movimentar o fim de semana em Rondonópolis

Everaldo explica que no momento, pelo que pode observar, as correspondências simples não estão mais sendo entregues regularmente à população, resultado da paralisação da parte dos funcionários.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.