Em busca de reforços para o ataque, o Botafogo já definiu qual jogador ele quer em seu elenco: Emerson Sheik, atualmente no Corinthians, é o principal alvo e negocia para defender o time de General Severiano. Os dirigentes cariocas estão animados com a possibilidade de fechar com o jogador e esperam uma resposta ainda nesta terça-feira.

O empresário de Emerson Sheik, Reinaldo Pitta, e a diretoria do Corinthians entraram em reunião no início desta terça para analisar a situação do jogador, que tem contrato até julho de 2015 e salário de R$ 500 mil. O jogador é uma das poucas estrelas da equipe, mas parte do clube não quer mais o atacante no Parque São Jorge.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União

O Botafogo vive crise financeira e não tem condição de arcar com o salário do jogador integralmente. Assim, a proposta inicial é para pagar R$ 250 mil, com o Corinthians sendo responsável pela outra metade. Esse é um dos temas da reunião entre diretoria e empresário de Emerson.

O Botafogo sabe que o Corinthians está disposto a aceitar esse tipo de negociação, o que não seria uma novidade. Os paulistas fizeram a mesma coisa, por exemplo, com Alexandre Pato, que se transferiu para o São Paulo, mas segue onerando a folha salarial do clube do Parque São Jorge.

Atualmente o Botafogo conta apenas com Tanque Ferreyra, Wallyson e Henrique no ataque. O técnico Eduardo Hungaro considera o número baixo e pediu reforços para a diretoria, que está próxima de fechar com Fabrício Carvalho, da Cabofriense. Além dele, Deivid esteve muito perto do acerto, mas detalhes na forma de recebimento emperraram as conversas.

Leia também:  União joga domingo diante do Sinop no Luthero Lopes
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.