Estudante Rafael Tura - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Estudante Rafael Tura – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

As matrículas na Escola Estadual Major Otávio Pitaluga (EEMOP) começam neste sábado (08), mas desde a manhã de ontem (06) pais e estudantes formaram uma longa fila para garantir uma vaga na instituição. Boa parte está acampada e utiliza de barracas e colchões para descansar.

O estudante Rafael Tura é membro do conselho escolar e está auxiliando na organização das pessoas. Segundo ele, 90% de quem está na espera, busca de uma vaga no 1º ano. Contudo, as outras séries também são disputadas dependendo do horário.

“Nós fizemos um lista e vamos anotando o nome de quem vai chegando. De 3h em 3h é feita uma chamada, e quem não estiver tem o nome cortado, evitando injustiças”, conta o jovem.

Dionandes Batista Ferraz tenta uma vaga para neta - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Dionandes Batista Ferraz tenta uma vaga para neta – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Seu Dionades Batistas Ferraz, 64 anos, passou a noite sentado em uma cadeira de fio. Ele busca uma vaga para a neta. “Falta mais vontade na política brasileira, infelizmente temos que esperar e ter paciência”, lamenta.

Leia também:  Maratona de Negócios Criativos começa nesta terça em Rondonópolis

VAGAS À VENDA

Rafael Tura acredita que deve haver alguém que fique na fila para vender vagas, no entanto ele não concorda com a prática
“Soube de um caso no ano passado, onde uma das vagas vendidas chegou a custar R$ 500”, finaliza.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.