Mesmo com dificuldades, o sérvio Novak Djokovic confirmou o seu favoritismo e avançou às quartas de final do Masters 1000 de Miami no início da tarde desta terça-feira (horário de Brasília). Em 1h22m, o número dois do mundo despachou o espanhol Tommy Robredo (17º) por 2 sets a 0, com parciais de (6/3 e 7/5), e segue na luta pelo tetracampeonato nos EUA. O maior vencedor do torneio chegou a sua sexta vitória em sete confrontos contra o rival, que só venceu o primeiro duelo, em 2005. Agora, Djoko espera pelo vencedor do embate entre o britânico Andy Murray contra o francês Jo-Wilfried Tsonga, que acontecerá ainda nesta terça-feira, para conhecer seu próximo adversário.

JOGO

Com o saque a seu favor, Djokovic tinha o controle das ações e não encontrou dificuldades em fazer 1 a 0, matando o ponto final no contrapé de Robredo, que só conseguiu devolver a bola na rede. O espanhol retribuiu na mesma moeda, com um jogo agressivo em cima do backhand do sérvio e o empurrando para o fundo de quadra. A vantagem de quem sacava sobre quem recebia continuou no terceiro game, com o sérvio confirmando todos os seus pontos e vencendo de 0.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

Todavia, em seu segundo serviço, o espanhol foi quebrado pela primeira vez. Mesmo começando bem, abrindo 15-0, Robredo não conseguiu segurar as boas devoluções do rival no seu forehand, que fechou depois de um winner de direita (3 a 1). Com uma quebra de vantagem, o número dois do mundo só precisou administrar seus saques, até fechar por 6/3, em 32 minutos.

A queda no primeiro set não desanimou o 17º do mundo. Com personalidade na troca de bola, o espanhol não se intimidou com o bom desempenho do sérvio na direita e fechou o game. A resposta veio em seguida. Mesmo deixando o rival igualar o placar, após abrir 30-0, o sérvio empatou a parcial. O equilíbrio nos pontos continuava no terceiro game. Empatados em 30, Djoko errou tentativa de direita e se irritou muito, dando um berro. Porém, Robredo jogou para fora sua chance de vencer.

Leia também:  União e Luve decidem o Estadual Sub-19

No ponto seguinte, o sérvio mostrou o porquê é um dos mais queridos do circuito da ATP. Após o juiz de linha acusar uma bola fora de Robredo, e o principal pedir para voltar a jogada, depois que o desafio acusou que a mesma triscou na linha, Djokovic pediu para que o ponto fosse dado ao adversário, pois a marcação em nada interferiu na sua tentativa de devolução. Com a vantagem, o espanhol voltou a ficar à frente no set (2 a 1). Os quatro games seguidos foram rápidos, com os sacadores confirmando os seus serviços (4 a 3).

No oitavo, Robredo esteve muito próximo de quebrar o serviço do sérvio ao fazer 0-30 e estar no controle da troca de bolas para ter um triplo break point. Só que Djoko “arranjou” uma direita sobre a linha, desnorteando o espanhol, que perdeu o ponto, o controle e o game (4 a 4). Nos dois seguintes, duas confirmações de saque.

Leia também:  Brasil joga primeira partida do Grand Prix em Cuiabá

Quando parecia que a parcial se encaminharia para o tie-break, o ex-número um do mundo encaixou seus winners no décimo primeiro game, quebrando o serviço de Robredo, fazendo 6 a 5, e sacando para fechar o jogo no game seguinte.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.