Na Califórnia, Cláudia recebe os últimos ajustes antes de entrar em cenas dos caracterizadores Monique Diogo e Fernando Torquatto (Foto: Aline Kras/TV Globo)
Na Califórnia, Cláudia recebe os últimos ajustes antes de entrar em cenas dos caracterizadores Monique Diogo e Fernando Torquatto (Foto: Aline Kras/TV Globo)

Passar 20 dias na Califórnia gravando as primeiras cenas de Geração Brasil foi um desafio duplo para a atriz Cláudia Abreu. Além de incorporar a estrela Pamela Parker-Marra, seu papel na nova trama de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, ela segurou na elegância a saudade dos filhos. “Sofri, mas procurei não dar muita corda para o sofrimento”, confessa a atriz.

Mãe de Maria, Felipa, José Joaquim e Pedro Henrique, Cláudia nunca tinha ficado distante das crianças por tanto tempo. “Isso foi o pior. Ia trazê-los, mas eles têm a rotina deles e achei que seria muito pesado. Criança gosta de rotina. Eles estão bem”, disse.

Sofrimentos à parte, a atriz aproveitou a viagem para mergulhar de cabeça no universo de sua personagem – uma dondoca que está sempre nos holofotes e esposa do gênio da computação Jonas Marra (Murilo Benício). Para ela, o clima da equipe durante a viagem não poderia ter sido melhor: “É sempre bom quando a equipe se junta assim antes de começar um trabalho, porque fica todo mundo cúmplice. Já se cria uma intimidade para o trabalho e isso ajuda muito, além da gente se concentrar mais. Sem falar que estivemos em um lugar maravilhoso.“

Leia também:  Resumo de novelas desta quinta-feira (13)

Geração Brasil tem autoria de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, direção de núcleo de Denise Saraceni e direção geral de Maria De Medicis e Natália Grimberg.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.