O socialista Reginaldo Santos (PPS) frisou nesta semana que é favorável ao uso dos recursos provenientes do IPTU para a construção de uma hospital pediátrico e de uma ponte na Lions Internacional, conforme anunciou recentemente o prefeito Percival Muniz. O assunto virou discussão na Câmara nos últimos dias quando alguns vereadores discursaram que existem outras prioridades a frente dos investimentos citados pelo prefeito. Reginaldo, porém, afirma que Muniz abriu debate com os parlamentares em reuniões para definir a proposta e avalia que o chefe do Executivo está fazendo o melhor para a cidade.

Reginaldo avalia que o investimento em mobilidade urbana na verdade é gerador de benefícios sociais muito maiores do que somente dar mais uma opção de trânsito para os carros e motos. “A maioria dos acidentes que vemos acontecer no meio da cidade é devido ao grande número de pessoas que tem de transitar pelo centro de Rondonópolis para pegar a Marechal Rondon e ir trabalhar nos distritos industriais a beira da BR 163/364. Desafogar e organizar o trânsito tem sim de ser uma prioridade porque também está relacionado à saúde pública na questão preventiva”, argumentou.

Leia também:  Vereador Thiago Silva viabiliza tratores e caminhão para a zona rural

O vereador frisa que só com acidentados em 2013 o Pronto Atendimento gerou um custo de mais de R$ 2,5 milhões aos cofres públicos. “Não dá mais para aceitar que pais de família, jovens e mulheres estejam sujeito a situação caótica que tem de conviver quem tem a necessidade de se locomover em Rondonópolis. O sistema de fiscalização eletrônica deve melhorar isto, inibindo a alta velocidade, mas esta ponte vai refletir diretamente em qualidade de vida para moradores, por exemplo, que vem do Jardim Atlântico e que terão um percurso menor e mais seguro para percorrer e chegar até o seu serviço todo dia”, exemplificou.

Por fim, Santos ainda lembrou que para a ponte serão gastos aproximadamente apenas metade da previsão orçamentária que dever arrecadada com IPTU, cerca de R$ 20 milhões, já que um hospital infantil também está no planejamento deste ano. “Atualmente o que vemos é pais e mães tendo de entrar na justiça para que o Governo do Estado forneça leitos para as crianças em hospitais e muitas vezes nem assim conseguem. Construir um hospital em Rondonópolis será um marco histórico em nossa cidade, assim como também será a ponte”, defendeu.

Leia também:  Presidente da Câmara posta em rede social que proibição de aborto em caso de estupro 'não será aprovada'
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.