O viés político que algumas lideranças ligadas ao Sindicato dos Servidores Públicos do Munícipio está tomando pode atrapalhar o andamento da greve que foi deflagrada na última sexta-feira.

Prova disso tem sido a intromissão de pessoas ligadas ao ex-prefeito Zé do Pátio em algumas ações e o reflexo direto está sendo a perda de algumas lideranças que estão deixando de aderir ao movimento.

Outro problema está no fato de grupos que entraram no movimento não com o intuito de garantir a recomposição de perdas salariais e sim de olho em uma cadeira na Câmara de Vereadores em 2016.

Advertisements
Leia também:  Mendes pode ser aposta do Podemos em Mato Grosso

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.