O vendedor de picolé Jurandir Ferreira de Souza foi brutalmente agredido por uma pessoa que alegou que iria desinfetar a vítima por conta de um suposto ‘mau cheiro’ que ela exalava. O crime aconteceu neste sábado (21), no município de Dom Aquino, (135 quilômetros de Rondonópolis).

Conforme informou a irmã da vítima, Linda Freitas, o vendedor reagiu ao ser humilhado e ter o corpo molhado por desinfetante, mas depois foi agredido.

“Disseram que iam desinfetar meu irmão, isso não se faz com ninguém. Vamos procurar nosso direitos”, afirma.

Depois da agressão, a vítima foi socorrida e encaminhada ao Hospital Municipal com ferimentos no rosto e na cabeça. Jurandir é casado, têm dois filhos e além de vender picolé ele presta serviços gerais e de limpeza de terrenos.

Leia também:  Suspeito é detido com veículo roubado e placa adulterada

Agora a Polícia Judiciária Civil aguarda Jurandir retornar de Jaciara, onde foi fazer o exame de corpo de delito na manhã de hoje (23). Após apresentação do laudo, a vítima será ouvida para depois solicitar a presença do agressor que ainda não teve o nome revelado. Uma segunda pessoa está sendo investigada sob a suspeita de participação no crime.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.