Já dizia o pai do coaching, Timothy Gallwey: “a capacidade de parar é tão importante quanto a capacidade de andar”. Quanto mais rápido o meu carro, mais importante que eu saiba como pará-lo também. É muito benéfico que possamos fazer as duas coisas, tão bem saber correr e tão bem saber parar.

Se aprendemos com grandes gênios que para alcançar o sucesso é necessário, 1% de inspiração e 99% de transpiração, porque insistimos em viver nos 100% só de transpiração? Não abrir espaço na sua vida para a inspiração é como correr, correr, correr e ficar sem fôlego. Sem inspiração, você está sem energia, pois está sem ar, dando uma sensação de desmotivação, de tanto faz, de esgotamento. Sem inspiração, nos altos e baixos da vida, passamos mais tempo nos baixos. Momento em que a sua energia sempre parece insuficiente, as dúvidas estão sempre presentes e as decisões ficam cada vez mais difíceis. Com inspiração, você está mais conectado com você e com as coisas que realmente são mais importantes. Com inspiração, você tem mais resiliência, você fica mais forte e ao mesmo tempo mais flexível. Enfrenta os desafios com mais maestria e tem muito mais habilidade para ressignificar as coisas que acontecem com você, o que o faz ver problemas como oportunidades e direcionar seu foco para as soluções. Com inspiração, você percebe a vida como um presente e com isso, está mais presente no presente.

Leia também:  Problemas de visão entre as crianças: como notar os sintomas?

No meio de várias pressões, rotinas e dinâmicas do nosso dia a dia, passa a ser um desafio diário permanecer presente e conectado consigo mesmo e com inspiração para gerar ação e prazer nas coisas da vida.

Para se inspirar, é necessário parar. A gente vive com pressa.

O que é triste é que a maioria das pessoas ainda não acredita que parar é tão importante quanto andar e resiste à parada. E quem mais resiste é geralmente quem mais precisa!

Parar não significa estacionar, parar é oscilar a mente para se reconectar consigo mesmo. E quando você oscila a mente e se reconecta consigo mesmo, além do fôlego, você recupera o brilho nos olhos e a inspiração vem de dentro para fora.

Com inspiração, você consegue respirar antes de pirar.

Como encontrar esses momentos de parada?

Por isso as férias é sim um período tão importante para manter não só a saúde no trabalho, mas para melhoria de performance e atingimento de melhores resultados em todas as áreas da vida.

Férias funcionam como um momento de inspiração. Viagens, tempo livre, conhecer coisas novas, novas culturas, experimentar novas comidas, estar com os filhos, com os pais, com a família, com os amigos, se divertir? Tudo isso pode significar férias e significa também inspiração!

Leia também:  Por que amêndoas ajudam no controle do colesterol

Se você de repente não tem conseguido tirar férias, aproveite os feriados. Se ainda não consegue aproveitar os feriados, tem os finais de semana. Se ainda assim é um desafio, procure criar momentos durante o seu dia para essas oscilações. Toda parada é válida, não precisa esperar por um momento longo.

Meditação é uma forma de oscilar a mente e ter inspiração, pode ser 20 minutos por dia. Atividade física, além de todos os outros benefícios que já estamos carecas de saber, também é ótima para oxigenar as ideias e quem as pratica tem mais disposição, sua fonte de inspiração fica carregada durante mais tempo.

Só que eu sei que são muitas as distrações do dia a dia. Quando a gente percebe, já está no piloto automático e acabamos deixando algumas coisas essenciais pelo caminho. Na pressa, não dá tempo de reconhecer oportunidades, nem as de oscilar. E são as oportunidades que nos fazem realizar.

Leia também:  Saúde | Saiba quais os cuidados que devemos ter com o tempo seco

Então, marcar uma parada mais longa é fundamental. Colocar na agenda esse tempo, esse parada para você, é de extrema importância. Pode ser em forma de férias, feriados prolongados, treinamentos de autoconhecimento, coaching, terapias? Tudo isso ajuda você a se conectar mais com você, para que você possa se conectar melhor com os outros e com as coisas na sua vida.

Criar um espaço para você, dar uma pausa, mas não estacionar, passa a ser fundamental para a encontrar uma maneira de viver de forma mais leve, em que você pode ser mais consciente, mais ciente de onde você está, do que você tem e para onde você está indo e por quê.

Fazer uma parada para fazer algo que te inspira, te conecta e ajuda você a se lembrar de usar todos os recursos que você já tem em seu arsenal para fazer da sua vida, uma vida mais plena.

Uma pausa para não ser levado pelo inconsciente coletivo e ser vítima do desempenho automático. Ser alguém que se permite parar, pensar, reajustar e continuar em frente por opção. Este é um hábito valioso para o desenvolvimento de qualquer pessoa na jornada de uma vida fluída.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.