O ex-presidiário Sebastião Candido de Oliveira, 38 anos, foi morto em sua casa, na rua Doutor Castilho, em Juscimeira, na tarde desta quarta-feira (23) após entrar em luta corporal com policiais militares. Ele foi atingido por quatro disparos e morreu ainda no local.

O sargento da PM, Carlos Roberto, contou a reportagem do AGORA MT que uma pessoa que teve sua moto roubada encontrou o veículo na casa de Sebastião e avisou a polícia. Ao ver que a vítima havia reconhecido a moto, Sebastião teria corrido atrás dela de posse de um facão.

Dois policiais militares foram até o local para verificar a denúncia e o sargento Carlos chegou logo em seguida para dar apoio à guarnição. Os policiais pediram para ver a moto e Sebastião permitiu a entrada deles, momento em que foi constado que era o veículo roubado.

Leia também:  Menor é apreendido com mais de 270 Kg de maconha na BR-163
Sebastião caiu ao lado de um sofá - Foto: Você Repórter por meio do Whatsapp
Sebastião caiu ao lado de um sofá – Foto: Você Repórter por meio do Whatsapp

De acordo com sargento Carlos foi dada a voz de prisão e no momento que o policial foi algema-lo se iniciou uma luta corporal, onde a arma de um deles caiu e Sebastião conseguiu fugir e pegar um facão. O ex-presidiário partiu para cima do sargento Carlos que se defendeu fazendo um disparo que atingiu o tórax de Sebastião.

O sargento afirmou que o tiro não foi suficiente para conter o ex-presidiário que continuou tentando o acertar com o facão e que por isso foi necessário efetuar outros disparos. Para o sargento Sebastião tinha problemas com drogas e que ele estava aguardando um comparsa que iria levar a moto para outro local.

Na residência também foi encontrada uma bicicleta, produto de um furto.

Leia também:  Mata Grande | Ao demonstrar nervosismo, mulher é presa com droga escondida

PRISÃO

Segundo o sargento Carlos, Sebastião havia saído a pouco tempo da prisão. Ele estava detido desde que havia mantido a própria mãe em cárcere privado e de tentar matá-la.

A casa onde Sebastião foi morto era da sua mãe que havia sido expulsa por ele do local. Atualmente a mãe vivia com outra filha e não podia ter acesso as suas coisas que estava na casa por medo do filho.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.