Qual mulher nunca pensou em se tornar loira por um período? Hoje, com tantos recursos – inclusive tinturas que prometem não causar danos aos cabelos -, esse desejo se tornou ainda mais frequente. É só ver a apresentadora Sabrina Sato, que platinou seus longos fios castanhos. “Adoro mudar o cabelo, me sinto inteiramente renovada. Com um novo tom, posso fazer penteados diferentes, combinar outras roupas, me sentir outra mulher até para o meu namorado”, conta ela, que já pintou os cabelos três vezes este ano – em janeiro, clareou-os, depois voltou a escurecê-los e agora adotou o tom loiro-prata.

Mas uma mudança de cor – especialmente quando mais radical – requer cuidados especiais para que os fios não fiquem danificados. Ainda mais no período pós-tintura, quando o cabelo está sensibilizado. “Nos primeiros cinco dias, os fios ficam mais frágeis, parece que continuam absorvendo a coloração, por isso é a hora de tratar ainda mais”, diz Sabrina.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

O cabeleireiro Gleydson Ferro Santos, do Studio Dom, em São Paulo, dá as dicas para quem pensa em passar pelo procedimento. “O mais importante é investir na hidratação antes – para que os fios absorvam melhor o produto – e depois da coloração, para que se recuperem da química. Ela deve ser semanal e pode ser feita em casa. Uma vez ao mês vale fazer um tratamento de reconstrução com produtos profissionais em um salão. Existem xampus e cremes enriquecidos com óleos e vitaminas próprios para cabelos coloridos. No caso das loiras, o ideal é procurar produtos específicos para a cor, pois evitam o amarelamento dos fios”, explica.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.