O prefeito de Barão do Melgaço, Antônio Ribeiro Torres (PMDB) foi afastado dos seus serviços na tarde de ontem (19) pela Câmara de vereadores do município. O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) teve uma votação favorável de 5 a 3.

De acordo com o presidente do Legislativo, Francisco Odenilson da Silva (PROS), a decisão do afastamento ocorreu após irregularidades apontadas através de uma CPI. Segundo consta, as denúncias são em relação aquisições de uma ambulância, medicamentos e combustível.

A ambulância teria sido adquirida teria sido do ano de 2013 por meio de um pregão presencial, mas foi entregue uma do ano de 2009 que logo apresentou defeitos. Outro ponto foi o dos medicamentos pagos no dia 7 de março e recebidos somente em 2 de maio. A retirada de 5.834 litros de combustível em apenas 21 minutos foi outro ponto investigado.

Leia também:  Prefeitos discutem alternativa para solucionar o caos na saúde

OUTRO LADO

Em entrevista ao site AGORA MT o prefeito negou que tenha sido afastado e afirmou que continua trabalhando normalmente. Apesar de saber da CPI ele disse que não teria quórum suficiente para a votação.

Torres afirmou ainda que não foi chamado para se defender e acha que nem existiu essa CPI e que isso tudo é um boato.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.