As cadeiras na Arena Pantanal, em Cuiabá, deveriam ter três tons de azul, mas problemas com o Ministério Público Estadual pelo alto preço dos assentos, brecou o projeto que contemplaria o mosaico. Para garantir todas instaladas na Copa do Mundo, a empresa Kango Brasil e a Secopa-MT correram para colocar o que tinham em mãos, para que o estádio pudesse sediar os quatro jogos no Mundial. Com isso, os setores superiores Norte, Sul e Oeste receberam cadeiras apenas na cor azul escura.

Passado o Mundial, os operários voltaram às arquibancadas do estádio para retomar a montagem do mosaico, que terá somente dois tons de azul. Outra frente de trabalho está concentrada no setor Oeste superior, que ficou parcialmente ocupado pela imprensa e não teve cadeiras instaladas. Na Copa do Mundo, a capacidade do estádio foi de cerca de 41 mil torcedores. Agora, será de 44 mil.

Leia também:  Copa do Brasil é a meta de Pesso

A Secopa-MT informou ainda que a numeração das cadeiras sofrerá alteração, já que ela foi feita especificamente para a realização da Copa do Mundo. No modo legado, os números serão alterados para os futuros jogos do estádio mato-grossense.

Neste domingo, dois jogos estão programados na Arena Pantanal: Operário e Tombense, às 16h, pela Série D do Brasileiro e Cuiabá e CRB-AL, às 18h30, pela Série C.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.